musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - DISSCARREGO - NOCIVO SHOMON - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Disscarrego letra


Óh quem voltou, doutor
Tocando o terror
O dono do flow que atormenta!
Sigo na caça dos pela saco
Espírito opaco no mic não aguenta
Falido na treta até tenta
Bate de frente
Shomon arrebenta
Iniciante, iniciado
Sou doutorado na guerra sangrenta

Cita famoso pra ter atenção
Vacilão mas tua lírica não representa
Talvez seja falta de essência do rap de rua dos anos 90
Inveja vejo acelerada
Mas não rima nada na levada lenta
Guerreiro quebrada, espada afiada
Glock destravada, rajada violenta

Só .40
Senta e aprende o que é rap pesado
Respeita o legado de cada estado
Solo nacional só tem monstro sagrado
Arrombado, vai ser cobrado! (Ra!)
Tiro no pé de fuzil!
Cuidado que o crime arranca teu pote
Mulekote, respeita o Brasil!

Falador passa mal
Judas suicida
Caixão pra caralho
É pouco pra língua comprida
Ataca região
Disciplina visão
Pra loke na emoção, disscarrego o canhão
No pente munição
Cego pela ambição
Status em troca da dor do irmão

Bate cabeça ladrão, não!
Trago a paz pra comunidade
Ver menos menor morrendo no morro
Mais favela indo pra faculdade
O gueto precisa de ajuda
Quanta calamidade
Vocês querem viver de ibope
Nós vivemos de realidade

A quebra na queda do crack
No gueto mil morto vivo
Enquanto vocês proliferam inveja
Na rima sem objetivo
AIDS avança, devora esperança
Criança no estado vegetativo
E esses prego ainda faz
Piada com mina soropositivo

Trap na jugular
A rua cobra, diss é corretivo
Teu rap é tão singular
Onde o estupro é coletivo
Bandido boroca que choca
Só com soco do Tyson no ring
Sou de batalha não jogo a toalha
Navalha retalha rap Ching-Ling

Nocivo é bruto
Família dos pela de luto
Nocivo é bruto
Família dos pela de luto
Nocivo é bruto
Família dos pela de luto
Ensina pra essas criança
Como se faz um rap de adulto

Acende o charuto na cara dos puto
Rima de Naruto
Rap não é produto
Por isso que luto no dom que desfruto
Quebrada reduto de maloca astuto
Sabota escuto
Cuzão executo
Mente do Judas entrando em curto
Fernando fumando, rimando, mandando
Mais de mil rimas por minuto

Nós queremos clássicos, foda-se seu hit
Respeita cada escola
Respeita cada city
Ratata só tem bicho solto
Na selva no puro apetite
Shomonstro rimando pesado no beat
Falso pitbull vai virar Hello Kitty

Meu flow é Gonzaga
O teu Genival Lacerda
Praga do ragga na saga adaga
Que apaga imbecis mandando diss merda
Tentou fama no brega
Pensa que eu esqueci
Se essa porra aí é rap
O Lepo Lepo é MC!

Retorno do samurai
Batosai espada afiada
Avisa o vacilão
Ladrão sem visão tem cabeça cortada
Malandro demais
Que paga de crime
Cadê teu time?
Só laranjada!
Visão de jatobá
2 P pra tombar na nossa quebrada

Louco por fama verme inflama
Trama inveja nossa caminhada
Não sabe tudo que passei
Quanto suor derramei na estrada
Na improvisada, granada sem pino
Na decorada, no flow assassino
Conteúdo na rima rara disspara
Separa os homens dos menino

Muda mais de mil destino
Longevidade, menos divisão
A missão não é pagar de melhor
Só é tentar passar uma visão
Enquanto o rap se ataca
Com ideia fraca de letra vazia
Mais uma mãe chora a morte do filho
Que se foi com microcefalia

Odeia a cena de São Paulo
Sangra a bandeira, se sente o inox
Vive chupando as bolas do Léo
Pra ser chamado no RapBox
Um salve pro Damassa
Ret, Felp, fogo no finin
Quer fama? Fala do Costa
Ou faz uma diss pra mim

Se mata pra ter camarim
Fama e as dama de passarela
Mas quem se mobiliza
Pros evento na favela?
Ramela enquanto você tentava
Ser a moda em outro estilo
Nóis tava na rua trampando lutando
Dixavando rap em quilo

Parece uma bicha louca
Bandido dos teclado
Não tira Nocivo da boca
Esquece meu nome, arrombado!
A sede do bico, sair no retrato
Libera o butico só pra ter contrato
Diss é proibido mas eu não acato
O mic eu ligo, causo assassinato
Joga em nóis a culpa do anonimato
Do teu som tão chato
Com essa voz de pato!

Loke não canta nada
Cara de puta safada
Usa meu nome de escada
Pagando de rebolada
Nocivo manda rajada
Rimando na bem bolada
No pique da embolada
Veneno vem na levada
Respeita cada quebrada
Poeta da madrugada
Mandando rima pesada
Sente a lírica afiada

Sem disciplina
Guilhotina, cabeça cortada! (Vai)
Bate cabeça cuzão!
Bate cabeça zoião!
Depois grava vídeo se explicando
Peidando pro crime com o toba na mão!
Paga de bandidão
Mata que mata nem mosca, é mentira!
Cuidado com suas palavras na guerra da vida
Também morre quem tanto atira

Zé povinho tá na mira
Conspira, ataca vida pessoal
Propagando mais xenofobia
Motivando o ódio racial
Respeito é pra quem tem
Disselegante, o ataque é letal
Sou nordeste, sou sudeste
Sou do rap nacional

Lembra do Racionais
Quando for se achar o fodão
Sem net e sem TV
Eles venderam mais de 1 milhão
Bate cabeça cuzão!
A sete palmos do chão!
Disscarrego no ego do lego
Essa aqui é prego no caixão!
(Cheque-mate)

Nocivo é bruto
Família dos pela de luto
Nocivo é bruto
Família dos pela de luto
Nocivo é bruto
Família dos pela de luto
Família dos pela de luto
Família dos pela de luto

Tarja preta, muita treta
Picotando de carreta
Metal track vem na letra
Sente o peso da caneta

Tarja preta, muita treta
Picotando de carreta
Metal track vem na letra
Sente o peso da caneta

Nocivo Shomon - Letras

©2003 - 2018 - musicas.mus.br